Voltar

Um tributo a Yves Carcelle

É com profunda tristeza que Bernard Arnault e o Grupo LVMH anunciam o falecimento de Yves Carcelle no dia 31 de agosto de 2014, após uma longa e corajosa batalha contra uma doença.

Chefe Executivo da Louis Vuitton por mais de 20 anos, e com visão, energia e estratégia admiráveis, Yves Carcelle estabeleceu a marca como a primeira do mundo no setor de luxo.

Formado nas prestigiadas Ecole Polytechnique e INSEAD business school, na França, Yves Carcelle foi o artesão do desenvolvimento mundial da Louis Vuitton, principalmente na Ásia e no Japão. Ele supervisionou a entrada da Louis Vuitton no universo da moda, através dos desfiles de Marc Jacobs, e também nos setores de joias e relógios.

Yves Carcelle entrou para o Grupo LVMH e seu Comitê Executivo em 1989 e, após sua saída da Louis Vuitton em 2012, tornou-se Presidente da Fondation Louis Vuitton.

"É com profunda emoção e tristeza que soube da partida de Yves Carcelle. Um viajante incansável, Yves foi um pioneiro que personificou a imagem e os valores da Louis Vuitton. Sempre curioso, apaixonado e em constante movimento, ele foi um dos líderes mais inspiradores que já tive o privilégio de conhecer. Hoje, meus pensamentos estão com a família de Yves, assim como com seus ex-colegas de equipe na Louis Vuitton, que se lembrarão dele como chefe e mentor acessível, humano e sincero. O Grupo LVMH perdeu hoje um de seus amigos mais próximos e queridos e junto-me aos sentimentos de cada um de nós enquanto lamentamos a perda de Yves, mas também ao nosso reconhecimento coletivo de sua vida, seu trabalho e seu legado," disse Bernard Arnault.

Michael Burke, CEO da Louis Vuitton, presta uma homenagem a Yves Carcelle em nome dos colaboradores da Louis Vuitton, “os quais tiveram a chance de trabalhar ao lado de um homem que foi um visionário apaixonado e inspirador, que escreveu um dos capítulos mais brilhantes da história do luxo em todo o mundo.”

Categorias: