Compre Online com Frete Grátis e Parcelamento Especial
Sustentabilidade 13/09

Ação na Mudança Climática

Para reforçar a nossa contribuição aos objetivos definidos pelo Acordo de Paris 2015, para limitar o aquecimento global médio a 1,5 °C, a Louis Vuitton está preparando um novo plano de ação a ser submetido à aprovação da iniciativa Science-Based Target (SBTi).

NOSSOS COMPROMISSOS:

100% ENERGIA RENOVÁVEL EM NOSSOS LOCAIS DE PRODUÇÃO E LOGÍSTICA ATÉ 2025

100% DE ILUMINAÇÃO LED EM NOSSAS LOJAS ATÉ 2025

Rastreamento da nossa Pegada de Carbono:

foi o ano em que nossa Maison foi pioneira na medição de nossa pegada de carbono anual usando um método padronizado (Bilan Carbone®) para contabilizar as emissões de gases de efeito estufa causadas por todas as nossas atividades ao redor do mundo. Como resultado, reduzir nossa pegada de carbono se tornou um dos pilares de nossa estratégia para melhorar nosso desempenho ambiental.

Assumimos a responsabilidade por toda a nossa pegada de carbono, definida como: no mundo todo, em todas as atividades, nos escopos 1-2-3. Com base em nossas descobertas em 2019, identificamos que as principais contribuições dos gases de efeito estufa vêm de três fontes: matérias-primas, energia e transporte. Escolhemos direcionar nossos esforços na redução das emissões causadas pelo consumo de energia em nossos edifícios e nos meios de transporte, pois eles respondem por quase metade das nossas emissões totais. Abordamos as emissões geradas a partir de matérias-primas por meio de nossas ações de compra responsável (veja acima).

Melhoria da Eficiência Energética

Fundo de carbono do Grupo LVMH

projetos diferentes foram financiados desde o lançamento do Fundo de Carbono LVMH em 2016 com base na ideia de que atribuir um valor monetário às nossas emissões de gases de efeito estufa incentivará todos a ter mais responsabilidade na redução das emissões de gases. Essas ações já nos permitiram reduzir as emissões de gases de efeito estufa do consumo de energia em 29% (em uma base comparável), ultrapassando a meta do Grupo LVMH de 25% de redução para 2020.

Lojas

das nossas lojas novas e reformadas em todo o mundo estão equipadas com iluminação LED, incluindo nas vitrines e fachadas. A iluminação é um dos itens que mais consomem energia, mas também é um dos mais ajustáveis: ao mudar para a iluminação LED, conseguimos diminuir nosso consumo total de energia referente à iluminação em 30% desde 2013.

Depósitos e ateliês

de queda no consumo de energia foi registrada em nossos locais de produção entre 2013 e 2019, apesar de um aumento acentuado na produção no mesmo período. Isso é explicado pela integração de uma abordagem ambiental tanto na fase de construção das oficinas quanto na forma como são operadas no dia a dia.

Green IT

marca o ano de lançamento do Green IT, nosso programa proativo para entender, medir e reduzir nossas emissões associadas a tecnologias digitais, como desperdício de hardware e datacenter ou o consumo de energia de computador. Louis Vuitton, como pioneira digital na indústria da elegância, está priorizando esses esforços para os próximos anos.

Energias Renováveis

da energia que a Louis Vuitton consome vem de fontes renováveis. Vários projetos de energia renovável foram colocados em prática com a implementação de várias tecnologias, dependendo do local: resfriamento e aquecimento por ar geotérmico, telhados fotovoltaicos ou mesmo ar-condicionado natural. Essas instalações permitem que nossos edifícios forneçam de 30% a 100% das necessidades anuais de eletricidade do local para aquecimento e ar condicionado, que é o caso de nossas lojas de Florença e Vendôme em Paris.

Arquitetura Ecológica

Desde 2017, nossa abordagem para um conceito de arquitetura sustentável tem sido de melhoria contínua, visando as certificações ambientais mais exigentes do mundo desde 2007, como a HQETM (High-Quality Environmental), a LEED® (Leadership in Energy and Environmental Design), e o BREEAM (Building Research Establishment Environmental Assessment Method).

Além de nossos projetos de arquitetura sustentável, todas as unidades da Louis Vuitton estão sob o processo de certificação ISO 14001, uma norma que garante um sistema de gestão ambiental de nossas atividades com busca contínua pela melhoria. A partir de 2019, 78% das nossas localidades receberam a certificação ISO 14001.

No ateliê de Beaulieu (França), as fontes naturais de luz foram otimizadas em todo o edifício, garantindo ao local a certificação BREEAM “muito bom” em 2019.
O ateliê de Marsaz (França) se beneficia do isolamento natural com um telhado verde e bombas de calor, ganhando a certificação HQETM em 2011.
O depósito EOLE (França) recebeu uma certificação LEED® em 2015 e emprega um sistema em que as águas residuais são biologicamente purificadas por meio de bacias de filtragem de usinas purificadoras, enquanto a água da chuva é coletada para irrigação paisagística.
Energia renovável no ateliê de San Dimas (EUA, LEED® Gold 2020) equipado com painéis solares.
A estrutura do ateliê francês Saint-Pourçain foi construída em carvalho, escolhido por seu baixo impacto ambiental, que lhe valeu a certificação BREEAM em 2020.

Redução do Transporte Dependente de Carbono

foi o ano em que a Louis Vuitton se tornou a primeira Maison de luxo com uma cadeia de fornecimento com certificação ISO 14001. Essa certificação nos permite cumprir objetivos de melhoria ambiental contínua com nossos parceiros, envolvendo o monitoramento das necessidades das lojas, a otimização de rotas, além da busca por veículos com eficiência energética e combustíveis alternativos.

Trabalho em conjunto com nossos transportadores:

Determinamos e compartilhamos compromissos e objetivos concretos com todos os nossos parceiros de transporte desde o início, quando fazemos licitações. Desenvolvemos um método interno único e inovador que posiciona o respeito pelo meio ambiente como um dos critérios de pré-seleção na definição de listas de potenciais parceiros. Essas licitações foram lançadas na França em 2016, na Ásia em 2018 e nos EUA em 2019.

Aumento da eficiência energética do transporte ao produzir e transportar apenas o que é necessário:

Manter um baixo nível de estoque, que é ajustado em tempo real, nos permite aumentar a agilidade de nossos processos e minimizar nosso impacto ambiental. Isso também permite que nossos ateliês produzam da forma mais enxuta possível, limitando o excesso de oferta e, portanto, controlando a obsolescência do produto.

Aumento da eficiência energética do transporte, mudando para energias alternativas:

da energia usada para o transporte terrestre local deve vir de fontes que não sejam diesel. Esse é nosso objetivo para 2030. Já incentivamos nossos parceiros a usarem veículos elétricos ou a gás natural para entregas em nossas lojas em Los Angeles, Londres, Tóquio, Hong Kong, Milão e em meia dúzia de outras cidades ao redor do mundo.

Ler mais