Maison - Compromissos 23/04

Savoir-faire e inovação são dois dos valores centrais da Louis Vuitton. A Maison é obrigada a respeitar aquilo que é a fonte de excelência dos produtos Louis Vuitton: nossos recursos naturais partilhados.

“Excelente design, sustentabilidade e um ótimo negócio andam de mãos dadas”, diz Michael Burke, presidente e diretor executivo da Louis Vuitton.

Savoir-faire e inovação são dois dos valores centrais da Louis Vuitton. A Maison é obrigada a respeitar aquilo que é a fonte de excelência dos produtos Louis Vuitton: nossos recursos naturais partilhados. “Excelente design, sustentabilidade e um ótimo negócio andam de mãos dadas”, diz Michael Burke, presidente e diretor executivo da Louis Vuitton.

Como parte do Grupo LVMH, o compromisso da Louis Vuitton é sustentado pelas Iniciativas LVMH para o Meio Ambiente (LVMH’s Initiatives for The Environment, LIFE), que estabelecem metas para acelerar o progresso ambiental em toda a cadeia de valor, a serem alcançadas até 2020.

Desde que foi pioneira em auditar sua pegada de carbono, com o Carbon Footprint© em 2004, a Louis Vuitton alcançou progressos tangíveis na gestão eficiente de seus impactos de CO2. As áreas prioritárias incluem o uso de energia em lojas escritórios corporativos, o transporte de produtos, a preservação e a rastreabilidade de recursos, as práticas ambientais do fornecedor e a redução dos resíduos de produção. Hoje, impulsionada pela certificação ISO 14001, a Maison continua priorizando essas metas.

Em 2018, a Louis Vuitton recebeu a Butterfly Mark, concedida pela Positive Luxury, por excelência em áreas de inovação, responsabilidade social e ambiental, governança e investimento na comunidade.

Butterfly Mark

Em 2018, a Louis Vuitton foi premiada com a The Butterfly Mark, da Positive Luxury, pela excelência nas áreas de inovação, responsabilidade social e ambiental, governança e investimento na comunidade.

Saiba mais sobre os compromissos da Louis Vuitton no site Positive Luxury

Estamos muito contentes em ter a Louis Vuitton presente nessa prestigiada comunidade de marcas para confiar.
A Louis Vuitton recebeu o prêmio The Butterfly Mark, por excelência em áreas de inovação, práticas sociais e ambientais, governança e filantropia.

Aquisição Responsável

A Louis Vuitton está comprometida com o monitoramento cuidadoso de sua cadeia de fornecimento, começando com seus fornecedores. Todos os fornecedores assinam o código de conduta da LVMH, e a Louis Vuitton realiza mais de 200 auditorias por ano para verificar se eles atendem aos elevados padrões sociais e ambientais.

A Louis Vuitton está em processo de implementação de um programa de aquisição responsável de todas as matérias-primas. Além da conformidade, o programa também abrange o mapeamento de rastreabilidade, as certificações mais rigorosas disponíveis e um compromisso consistente com o bem-estar animal e trabalhista. Por exemplo: em 2018, a Louis Vuitton atingiu a meta LIFE 2020 de 70% dos curtumes de artigos em couro certificados pelo Grupo de Trabalho em Couro (Leather Working Group, LGW), e as atividades com relógios e joias da Maison obtiveram a certificação do Conselho de Joalheria Responsável (Responsible Jewelry Council, RJC) e seus diamantes têm certificação do Processo de Kimberley para diamantes livres de conflitos.

A Louis Vuitton está sempre buscando alternativas para matérias-primas com qualidade equivalente ou superior, mas com pegadas ambientais significativamente menores. A Biblioteca de Materiais Ecológicos da LVMH é um dos maiores recursos dentro do setor de luxo, educando equipes criativas sobre o uso de materiais inovadores e ecológicos. Além disso, como a preservação é um dos maiores compromissos da Maison, os processos de corte dessas matérias-primas são continuamente otimizados para limitar o desperdício na criação e na produção.

Produtos

Os produtos da Louis Vuitton são criados para serem sustentáveis e para poderem ser reparados, graças ao Atendimento ao Cliente da Maison (que aconselha os clientes a cuidar adequadamente de seus itens, para que durem mais) e ao seu Serviço de Assistência e Reparos (dedicado a aumentar sua capacidade de restaurar produtos com desgastes, respeitando seu savoir-faire e o uso das matérias-primas).

Por meio de uma combinação de modelos digitais e impressão 3D, o processo de prototipagem do produto foi otimizado. Ao adotar um modelo de fabricação ágil, os ajustes podem ser feitos em tempo real e as ineficiências na cadeia de suprimentos são amplamente reduzidas.

A equipe criativa da Maison é treinada em design ecológico para levar em consideração as implicações ambientais de suas criações, desde a extração de matérias-primas até o fim da vida útil do produto.

Embalagens

A Louis Vuitton continua buscando soluções inovadoras, como o fornecimento de matérias-primas responsáveis, a remoção do excesso de embalagens, caixas de presentes dobráveis e o uso ergonômico do espaço no transporte para reduzir a pegada de carbono global da Maison.

Quanto à embalagem do produto final, as caixas de presente da Louis Vuitton são feitas a partir de fibras mistas do Conselho de Gestão Florestal (Forest Stewardship Council, FSC), o que significa que o papel é proveniente de fibras virgens e recicladas de florestas bem manejadas, certificadas pelo FSC. As bolsas de feltro que protegem os produtos da Louis Vuitton são feitas com algodão proveniente da Iniciativa por um Algodão Melhor (Better Cotton Initiative, BCI), um programa que visa transformar a indústria de algodão em todo o mundo, ambiental e socialmente.

De acordo com os valores da Louis Vuitton em criar produtos que são passados por gerações, os perfumes da Maison vêm em vidros que podem ser recarregados em nossas lojas selecionadas com fonte de perfumes. Criadas exclusivamente para a Louis Vuitton, estas fontes podem encher a embalagem de perfume vazia sem ter sido aberta antes. Por fim, para otimizar o uso dos recursos naturais do planeta e evitar o desperdício, a Louis Vuitton convida todos a reutilizar ou reciclar as embalagens, criando assim um uso sustentável das matérias-primas.

Criatividade Circular

A Louis Vuitton está comprometida em minimizar subprodutos que geram desperdício e, paralelamente, encontrar soluções ideais de fim de vida útil para todos os materiais. A Louis Vuitton adotou uma técnica específica de reutilização para dar uma segunda vida a materiais preciosos como ouro, couro, madeira, têxteis e muito mais.

Desta forma, doações para associações de economia circular como a “La Réserve des Arts” na França ou a “MFTA” em Nova York, escolas de moda e design e até mesmo a implementação de um intercâmbio material entre ateliês são incentivos para o gerenciamento responsável de materiais – em particular, os mais raros. Sua mais recente conquista de sucesso, chamada “Cuirs Patrimoine”, consolida estoques obsoletos de couro para o design de seus novos produtos. No geral, os ateliês de artigos em couro da Maison recuperam 60% de suas sobras de couro para reutilização ou reciclagem.

Esse espírito de “upcycling” se estende para além da produção: uniformes são doados, unidades de exibição de eventos são retrabalhadas por artistas ou associações, pôsteres são transformados em cadernos, componentes arquitetônicos renovados etc.

Contribuição da Resiliência Climática

O Fundo de Carbono da LVMH, criado em 2015 na Conferência COP21, permite à Louis Vuitton investir a parte global de seu imposto sobre o carbono para reduzir o consumo de energia de suas operações. Por exemplo: a Maison tem investido fortemente em tecnologia, como iluminação LED e sistemas de ar-condicionado e aquecimento altamente eficientes para lojas novas e reformadas.

Como parte desse programa de eficiência de carbono, a Louis Vuitton estabeleceu um ambicioso roteiro com uma estratégia de construção ecológica para reduzir o impacto ambiental de todos os locais, tanto na empresa quanto na rede de lojas. Todos os arquitetos recebem treinamento em diretrizes ambientais da Loja LVMH para incentivar que se leve em consideração a sustentabilidade no estágio de criação. As diretrizes incluem princípios de melhores práticas, como a LEED® (Liderança em Energia e Design Ambiental) e a HEQ® (Alta Qualidade Ambiental). Como resultado, a Louis Vuitton busca a certificação BREEAM Gold para seus futuros ateliês.

O diretor executivo da Louis Vuitton, Michael Burke, acredita que “a maneira mais ecoeficiente de reduzir a [nossa] pegada global de carbono é enviar o produto certo para a loja certa, na hora certa”. Para isso, a Louis Vuitton tornou-se a primeira cadeia de fornecimento certificada com o Global Green (ISO 14001), que envolve uma série de iniciativas ambiciosas e medidas rigorosas. A Maison não apenas reduziu os volumes transportados e as distâncias percorridas, mas também implementou a análise de varejo em tempo real, permitindo à Louis Vuitton prever melhor as necessidades de produtos nas lojas e evitar o transporte desnecessário. A seleção de parceiros de transporte e logística foi inicialmente baseada exclusivamente no compromisso ambiental dos fornecedores e em sua capacidade de inovação e progresso.