Arte e Cultura - Exposições 07/12

Espaces Louis Vuitton

O Espace Louis Vuitton é um local de exposição que incentiva a criação de novas obras de arte contemporâneas em Tóquio, Munique, Veneza, Pequim, Seul e Osaka.

Tóquio

O Espace Louis Vuitton Tokyo, inaugurado em 2011, está localizado no centro de Omotesando, a área mais bela de Tóquio, onde muitas tendências e movimentos culturais florescem. Incorporando a mesma paixão do Japão e da Louis Vuitton pela criatividade, o Espace Louis Vuitton Tokyo é uma caixa de vidro no último andar do edifício Louis Vuitton, criado pelo arquiteto japonês Jun Aoki. Ele tem uma arquitetura visualmente estimulante e é um lugar para exposições que incentiva a criação de novos trabalhos artísticos contemporâneos.

O Espace Louis Vuitton Tokyo tem o prazer de apresentar Class War, Militant, Gateway (1986) de Gilbert & George pela primeira vez no Japão. Um manifesto para um poema épico moderno, este tríptico icônico ilustra a aventura do indivíduo, desde sua entrada em uma comunidade até o surgimento de uma consciência pessoal e autoafirmação. Esta obra, que pertence à Coleção, é a primeira peça monumental da obra dos dois artistas. Ela é apresentada no âmbito do programa permanente “Hors-les-murs” da Fondation Louis Vuitton.

Louis Vuitton Omotesando Bldg. 7F
5-7-5 Jingumae, Shibuya-ku
Tokyo 150-0001 - Japão
T. +81-(0)3-5766-1094

Aberto todos os dias, das 11h às 19h
Aberto nos feriados nacionais, exceto em 1.º de janeiro e nos feriados comerciais de Omotesando. Entrada grátis

Clique aqui para obter mais informações.

CLASS WAR, MILITANT, GATEWAY, (1986)

Visualização da exposição no Museu de Arte de Hong Kong (Louis Vuitton: A Passion for Creation, 2009) © Gilbert & George Créditos da fotografia © Louis Vuitton Malletier

CLASS WAR, MILITANT, GATEWAY, (1986)

Visualização da exposição no Museu de Arte de Hong Kong (Louis Vuitton: A Passion for Creation, 2009) © Gilbert & George Créditos da fotografia © Fondation Louis Vuitton / Marc Domage

Munique

Por ocasião da sua nova exposição do programa “Hors-les-murs” da Fondation Louis Vuitton, o Espace Louis Vuitton de Munique apresenta “My Future is not a Dream” (Meu Futuro não é um Sonho), uma seleção das obras de Cao Fei da Coleção. Esta exposição cumpre a missão da Fondation de apresentar os acervos da Coleção a um público internacional nos Espaces Louis Vuitton em Tóquio, Munique, Veneza, Pequim, Seul e Osaka.

Nascida em 1978 em Guangzhou, perto do Delta do Rio das Pérolas na China, Cao Fei fez seu nome com suas instalações e vídeos multimídia. Ela se inspira em fontes populares e tradicionais (cinema, publicidade, mangá e teatro) para explorar a relação entre a vida real, a utopia coletiva e as aspirações pessoais de uma geração mais jovem imersa em uma nova cultura urbana marcada por um boom industrial e comercial e de exposição na Internet.

A dinâmica econômica de sua região natal e sua proximidade com Hong Kong e Taiwan deram origem a uma geração com um estilo de vida decididamente moderno. Tema recorrente de seu trabalho desde Imbalance 257 (1999), Cao Fei captura um mundo habitado por seus amigos, subjugados pelo entretenimento, pelo consumo e pela televisão, onde os adolescentes se vestem de personagens de mangás ou videogames para viver uma vida fictícia. Apresentado aqui, “Whose Utopia” (2006), que mescla elementos documentais com ficção, explora o contraste entre a vida real dos trabalhadores de uma fábrica e seus sonhos e aspirações.

Fascinada pelas infinitas possibilidades da Internet, em 2007 Cao Fei começou a experimentar o mundo virtual da Second Life, a plataforma 3D de conteúdo gerado pelo usuário, criada em 2003. Lá ela projetou uma cidade virtual (RMB CITY: A Second Life City Planning, 2007) onde ela criou seu próprio avatar, China Tracy (Live in RMB City, 2009). Os espaços que ela desenvolveu misture alguns símbolos típicos da cultura chinesa (bicicletas, pandas, um busto de Mao etc.) com uma proliferação desenfreada de objetos do cotidiano e arquitetura internacional em um fluxo implacável de tráfego, retratando o passado, o presente e o futuro de uma comunidade que está passando por uma mudança importante, em um país à mercê de uma modernização intransigente. O isolamento, a divisão das classes e o declínio projetado do capitalismo internacional são temas centrais do trabalho de Cao Fei, que se baseia continuamente em uma ampla variedade de fontes dos mundos ocidental e oriental. Em suas próprias palavras, “Second Life não é apenas uma obra de arte; ela tornou-se um ponto de encontro para diferentes áreas espirituais de nossas vidas”.

Artista reconhecida internacionalmente, Cao Fei foi finalista do Prêmio Hugo Boss em 2010 e foi eleita a melhor artista na 10ª Premiação de Arte Chinesa Contemporânea em 2016. Ela também representou a China na 52ª Bienal de Veneza em 2007, fez apresentações solo na Europa e nos Estados Unidos, além de fazer uma retrospectiva de seu trabalho no Centro de Arte Contemporânea UCCA, em Pequim, este ano. As três obras apresentadas aqui, que pertencem à Coleção, foram exibidas na Fondation Louis Vuitton em 2016 para a Exposição Bentu. Artistas chineses em uma época de turbulência e transformação.

Espace Louis Vuitton München
Maximilianstrasse 2a
80539 München

Tel. +49 89 55 89 38 100
Email: info_espace@louisvuitton.com

Horário: De segunda a sexta-feira, do meio-dia às 19h; sábado, das 10h às 18h
Entrada gratuita

Agende sua visita:
https://de.louisvuitton.com/deu-de/geschaft/deutschland/espace-louis-vuitton-muenchen

Contato com imprensa:
Bastian Lerdon
Tel. +49 55 89 38 355
Email: bastian.lerdon@louisvuitton.com

Veneza

Desde 2013, o Espace Louis Vuitton Veneza é onde a arte contemporânea encontra a tradição artística de La Serenissima. Colocando a arte moderna e tradicional em contexto, ele oferece uma forma de quebrar barreiras, de reconectar a arte contemporânea às suas raízes e de celebrar a vitalidade da arte clássica, com o apoio que a Louis Vuitton dá a cada ano para a restauração da famosa arte veneziana. Ao mesmo tempo, a Louis Vuitton convida a uma programação cinematográfica sem precedentes no coração da lendária loja Spazio Etoile em Roma.

Como parte da 17.ª Exposição Internacional de Arquitetura – La Biennale di Venezia, a Fondation Louis Vuitton tem o prazer de apresentar “Charlotte Perriand and I” no Espace Louis Vuitton Venezia, uma mostra exclusiva que confronta as obras fundamentais de Charlotte Perriand e Frank Gehry. Ao longo do século passado, os desenvolvimentos em tecnologia aumentaram a frequência com que reimaginamos nossa casa. A evolução das tecnologias industriais e digitais, juntamente com a mudança dos valores sociais, permitiram aos arquitetos inventar novas soluções para a forma como vivemos. Hoje, em meio a uma crise ecológica que nós mesmos criamos, estamos tentando abrigar uma população global sem precedentes dentro de limites que estão em constante mudança. Os trabalhos de Perriand e Gehry são apresentados aqui como referências históricas e como soluções viáveis para esses problemas. Dois dos projetos, precursores das inovações atuais na coleta e consumo independente de energia, são exibidos pela primeira vez: o projeto Tritrianon de Perriand (1937) e o projeto Power Pack de Gehry (1969).

Paralelamente à exposição, o Spazio Etoile em Roma exibe uma programação cinematográfica exclusiva, apresentando todas as atividades da Fondation Louis Vuitton desde seu início, em 2014.

Espace Louis Vuitton Veneza
Calle del Ridotto 1353
30124 Veneza – Itália
Tel. +39 041 8844318
E-mail: info_espace.it@louisvuitton.com

Aberto de segunda-feira a domingo, das 10h30m às 18h30m
Aberto nos feriados nacionais. Entrada gratuita

Louis Vuitton Spazio Etoile
Piazza di San Lorenzo in Lucina, 41
00186 Roma – Itália

Aberto de segunda-feira a sábado, das 10h às 20h
e domingo, das 11h às 20h.
Aberto nos feriados nacionais. Entrada gratuita
E-mail: info_espace.it@louisvuitton.com

(c) Archives Ch. Perriand (c) Adagp, Paris 2021 (c) Frank O. Gehry

Photo credits (c) Daniele Nalesso / Louis Vuitton

(c) Archives Ch. Perriand (c) Adagp, Paris 2021 (c) Frank O. Gehry

Photo credits (c) Daniele Nalesso / Louis Vuitton

(c) Archives Ch. Perriand (c) Adagp, Paris 2021 (c) Frank O. Gehry

Photo credits (c) Daniele Nalesso / Louis Vuitton

(c) Archives Ch. Perriand (c) Adagp, Paris 2021 (c) Frank O. Gehry

Photo credits (c) Daniele Nalesso / Louis Vuitton

(c) Archives Ch. Perriand (c) Adagp, Paris 2021 (c) Frank O. Gehry

Photo credits (c) Daniele Nalesso / Louis Vuitton

Beijing

Inaugurated in 2017, the Espace Louis Vuitton Beijing is located in the Central Business District of the Chinese capital. Its 800m² exhibition space is dedicated exclusively to contemporary art exhibitions.

Cindy Sherman undergoes a metamorphosis for each of her portraits: a cinema star, a historical figure, a clown, or even a man. Questioning the cult of celebrity and the modes of self-representation with a characteristic offbeat sense of humour, she sacrifices her own appearance to expose the generally accepted tyranny of an ideal image. This exhibition, part of the Fondation Louis Vuitton “Hors-les-murs” programme, pays tribute to a career that spans over five decades, staking its claim in both the 20th and 21st centuries, from her first series to the most recent photo portraits and tapestry, never shown before in China.

Espace Louis Vuitton Beijing
China World Shopping Mall South Zone W. Bldg.
1 Jianguomenwai Ave.
Beijing

For inquiries :
Louis Vuitton Client Services Center +86 400 6588 555

Open from Monday to Sunday - 11am to 7pm
Open on national holiday. Free entrance

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

CINDY SHERMAN – ON STAGE, exhibition view at Espace Louis Vuitton Beijing (2021).

© 2021 Cindy Sherman. Courtesy of the artist and Fondation Louis Vuitton. Photo credits: © Sun Shi / Louis Vuitton

Seul

Inaugurado em 2019, o Espace Louis Vuitton Seul está situado no quarto andar da Maison Louis Vuitton Seul, cuja fachada foi projetada pelo famoso arquiteto canadense-americano Frank Gehry. Uma estrutura de vidro inspirada na tradicional dança coreana Dongnae Hakchum forma o abrigo de um espaço de arte contemporânea, refletindo as velas do edifício da Fondation Louis Vuitton em Paris.

O Espace Louis Vuitton Seul apresenta, pela primeira vez na Coreia, a Versão IX de “4900 Colours” (2007) de Gerhard Richter. Com formação clássica como pintor, o famoso artista alemão manteve um fascínio pelo poder da imagem e pela relação da pintura com a fotografia ao longo da vida. Sua obra, entre a arte figurativa e abstrata, varia de retratos baseados em fotografia ou pinturas de paisagens e naturezas mortas a abstrações gestuais e monocromáticas, e pinturas em grade de cores onde os temas de aleatoriedade, realismo e abstração são proeminentes. “4900 Colours”, que pertence à coleção, é apresentada em Seul dentro da estrutura do programa “Hors-les-murs" da Fondation Louis Vuitton.

Espace Louis Vuitton Seul
454 Apgujeong-ro
Gangnam-gu
Seoul 06015
Coreia do Sul

Informações :
T. +82 2 3432 1854
info_espace.kr@louisvuitton.com

Agende uma visita

Aberto todos os dias, do meio-dia às 19h
Fechado no Ano-Novo, no Ano-Novo Lunar e no Dia de Chuseok (Dia de Ação de Graças Coreano)
Entrada gratuita

Gerhard Richter, 4900 FARBEN (2007).

© Cortesia do artista e Fundação Louis Vuitton

Gerhard Richter, 4900 FARBEN (2007).

© Cortesia do artista e Fundação Louis Vuitton

Gerhard Richter, 4900 FARBEN (2007).

© Cortesia do artista e Fundação Louis Vuitton

Gerhard Richter, 4900 FARBEN (2007).

© Cortesia do artista e Fundação Louis Vuitton

Gerhard Richter, 4900 FARBEN (2007).

© Cortesia do artista e Fundação Louis Vuitton

Osaka

O Espace Louis Vuitton Osaka recebe os admiradores da arte contemporânea no quinto andar da Maison Louis Vuitton Osaka Midosuji. Concebido pelo arquiteto japonês Jun Aoki, este edifício emblemático apresenta uma fachada notável, inspirada no tradicional navio de carga Higaki-Kaisen e suas velas ondulantes, lembrando a história marítima da cidade.

Um pintor icônico de nossa era contemporânea, Gerhard Richter utilizou as fotografias do início de sua carreira para questionar seu ofício, revisitando constantemente sua própria obra e a história da arte. Seus primeiros trabalhos abstratos datam de meados da década de 1960, mesclando paletas coloridas e texturas, gestualismo e monocromia com uma estrutura rigorosa. Até hoje, ele continua alternando-os com peças figurativas, provocando assim, mais do que uma simples abordagem paralela, uma verdadeira mise en abyme. De todas as suas peças abstratas para a Coleção, 18 delas são apresentadas aqui no âmbito do programa “Hors-les-murs” da Fondation Louis Vuitton, em homenagem a mais de 30 anos de criação.

Espace Louis Vuitton Osaka
Louis Vuitton Maison Osaka Midosuji, 5F
2-8-16, Shinsaibashi-suji, Chuo-ku, Osaka 542-0085

Informações:
Tel. +81 3 5766 1094
espace_osaka.jp@louisvuitton.com

Horário de funcionamento: De segunda-feira a sábado, das 12h às 20h
Fechado nos feriados Louis Vuitton Maison Osaka Midosuji
Entrada gratuita

GERHARD RICHTER - ABSTRAKT (2021) Visualização da exposição no Espace Louis Vuitton Osaka, 2021

Grauwald, (2008) Laca esmaltada em fotografia colorida Dimensões variadas Cortesia da Fondation Louis Vuitton © Gerhard Richter Créditos da fotografia: © Keizo Kioku / Louis Vuitton

GERHARD RICHTER - ABSTRAKT, (2021) Visualização da exposição no Espace Louis Vuitton Osaka, 2021

Strip (921-5), (2011) Impressão digital sobre papel montada entre alumínio e Perspex (diasec) 200 × 440 cm

Lilak, (1982) Óleo sobre tela 260 × 400 cm

Möhre, (1984) Óleo sobre tela 200 × 160 cm

Cortesia da Fondation Louis Vuitton © Gerhard Richter Créditos da fotografia: © Keizo Kioku / Louis Vuitton

GERHARD RICHTER - ABSTRAKT, (2021) Visualização da exposição no Espace Louis Vuitton Osaka, 2021

Strip (921-2), (2011) Impressão digital sobre papel montada entre alumínio e Perspex (diasec) 200 × 440 cm

Strip (921-5), (2011) Impressão digital sobre papel montada entre alumínio e Perspex (diasec) 200 × 440 cm

Cortesia da Fondation Louis Vuitton © Gerhard Richter Créditos da fotografia: © Keizo Kioku / Louis Vuitton

GERHARD RICHTER - ABSTRAKT, (2021) Visualização da exposição no Espace Louis Vuitton Osaka, 2021

Möhre, (1984) Óleo sobre tela 200 × 160 cm

Flow (933-4), (2013) Esmalte em fundo de vidro montado sobre alumínio Dibond 105 × 210 cm

Flow (933-6), (2013) Esmalte em fundo de vidro montado sobre alumínio Dibond 105 × 210 cm

940-4 Abstraktes Bild, (2015) Óleo sobre tela 92 × 122 cm

941-7 Abstraktes Bild, (2015) Óleo sobre tela 92 × 122 cm

Cortesia da Fondation Louis Vuitton © Gerhard Richter Créditos da fotografia: © Keizo Kioku / Louis Vuitton

ABSTRAKTES BILD (940-4), (2015) 92 × 122 cm

© Gerhard Richter