• EGON SCHIELE E JEAN-MICHEL BASQUIAT NA FONDATION LOUIS VUITTON

    • EGON SCHIELE E JEAN-MICHEL BASQUIAT NA FONDATION LOUIS VUITTON - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    • EGON SCHIELE E JEAN-MICHEL BASQUIAT NA FONDATION LOUIS VUITTON - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    • EGON SCHIELE E JEAN-MICHEL BASQUIAT NA FONDATION LOUIS VUITTON - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    • EGON SCHIELE E JEAN-MICHEL BASQUIAT NA FONDATION LOUIS VUITTON - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    • EGON SCHIELE E JEAN-MICHEL BASQUIAT NA FONDATION LOUIS VUITTON - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    Dos extremos opostos do século XX, de Viena a Nova York, as vidas e obras de Egon Schiele e Jean-Michel Basquiat são fascinantes por sua efemeridade e sua intensidade.

    EGON SCHIELE
    O trabalho de Egon Schiele é inerente ao espírito vienense do início do século XX. Em poucos anos, seus desenhos emergiram como um dos marcos do expressionismo. A exposição reúne cerca de 100 obras: desenhos, guaches e pinturas. Entre eles, estão: “Self-Portrait with a Chinese Lantern” (1912), emprestado do Leopold Museum, em Viena, “Pregnant Woman and Death” (1911), da Galeria Národní, na Polônia, “Portrait of the Artist’s Wife Seated, Holding Her Right Leg” (1917), da Biblioteca e Museu Morgan, em Nova York, “Standing Nude with Blue Sheet” (1914), do Germanisches Nationalmuseum, em Nurembergue, “Seated Male Nude” (1910), da Neue Galerie, em Nova York, e “Self-Portrait” (1912), da Galeria Nacional de Arte, em Washington.

    JEAN-MICHEL BASQUIAT
    O trabalho de Jean-Michel Basquiat, um dos mais importantes pintores do século XX, está espalhado por quatro andares do edifício de Frank Gehry. A exposição abrange toda a carreira do pintor, de 1980 a 1988, com foco em 120 trabalhos centrais. Com a obra “Heads”, de 1981–1982, reunida pela primeira vez aqui, e a apresentação de várias colaborações entre Basquiat e Warhol, a exposição inclui obras inéditas na Europa, obras essenciais como “Obnoxious Liberals” (1982), “In Italian” (1983), e “Riding with Death” (1988), além de pinturas que raramente são vistas desde suas primeiras exposições durante a vida do artista, como “Offensive Orange” (1982), “Untitled (Boxer)” (1982), e “Untitled (Yellow Tar and Feathers)” (1982).

    De 3 de outubro de 2018 a 14 de janeiro de 2019

    Um ingresso permite visitar duas exposições

    Categorias: Fondation Louis Vuitton, Exibição, Schiele, Basquiat

  • FUNDAÇÃO LOUIS VUITTON: EGON SCHIELE E JEAN-MICHEL BASQUIAT

    A Fundação Louis Vuitton tem o prazer de anunciar que sua exposição para o quarto trimestre será dedicada a dois artistas excepcionais do século XX: Egon Schiele e Jean Michel Basquiat.

    Neste quarto trimestre, a Fundação Louis Vuitton organizará duas exposições importantes: uma dedicada a Jean-Michel Basquiat e outra a Egon Schiele.

    EGON SCHIELE
    O trabalho de Egon Schiele é inerente ao espírito vienense do início do século XX. Em poucos anos, seus desenhos emergiram como um dos marcos do expressionismo. Em desacordo com a Academia, para a qual entrou precocemente, ele fundou o Neukunstgruppe em 1909 e, graças a Gustav Klimt, descobriu o trabalho de Van Gogh, Munch e Toorop. A exposição reúne cerca de 100 obras: desenhos, guaches e pinturas.

    JEAN-MICHEL BASQUIAT
    O trabalho de Jean-Michel Basquiat, um dos mais importantes pintores do século XX, está espalhado por quatro andares do edifício de Frank Gehry.

    A exposição abrange toda a carreira do pintor, de 1980 a 1988, com foco em 120 trabalhos centrais. Com a obra “Heads”, de 1981–1982, reunida pela primeira vez aqui, e a apresentação de várias colaborações entre Basquiat e Warhol, a exposição inclui obras inéditas na Europa.

    Abertura em 3 de outubro de 2018.

    Entradas e mais informações sobre a exposição aqui

    Categorias: Fondation Louis Vuitton, Exibição

  • LIVRO LOUIS VUITTON CATWALK

    • LIVRO LOUIS VUITTON CATWALK - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    • LIVRO LOUIS VUITTON CATWALK - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    • LIVRO LOUIS VUITTON CATWALK - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    • LIVRO LOUIS VUITTON CATWALK - NOTÍCIAS sobre Arte e Viagens na Louis Vuitton
    A primeira versão completa das coleções inovadoras da Louis Vuitton no universo da moda, desde sua estreia em 1998 até hoje, apresentada por meio de fotografias originais de seus desfiles.

    Fundada em 1854 como uma Maison de artigos em couro, a Louis Vuitton lançou seu primeiro desfile em 1998 e, desde então, possui uma fama mundial sem precedentes e colaborações pioneiras importantes com artistas como Takashi Murakami, Richard Prince e Stephen Sprouse.

    Para celebrar o vigésimo aniversário do lançamento da primeira coleção feminina da Maison, “Louis Vuitton Catwalk” registra as coleções mais marcantes criadas pelos diretores criativos Marc Jacobs (1998-2014) e Nicolas Ghesquière, que dirige a marca atualmente.

    Cada coleção feminina Ready to Wear está representada, assim como as coleções Cruise com a chegada de Ghesquière. Completo, este livro conta com a introdução criada por Jo Ellison e o perfil dos designers, assim como os textos sobre as coleções, escritos por Louise Rytter, que oferece uma oportunidade única para traçar o desenvolvimento de uma das marcas de luxo mais emblemáticas do mundo. Com mais de 1.350 imagens, este tesouro de inspiração será a referência obrigatória para todos os profissionais de moda e fãs da Louis Vuitton.

    Compre online

    Categorias: Catwalk, Desfile, Livros, Fotografia

  • LIVRO DE VIAGEM LOUIS VUITTON “CUBA”

    Para Li Kunwu, como artista chinês, a história da ilha cubana lembra muito a da China Imperial.

    “Ouço falar de Cuba desde que eu era pequeno. Nos anos de 1950, nossos dois países desenvolveram relações excelentes. Lá no fundo, eu sempre soube que iria para lá um dia.”

    Ele fica maravilhado com a semelhança entre as paisagens cubanas e sua cidade natal, Yunnan, e se sente cativado pelos cubanos e seus destinos semelhantes. A paixão que ele sentiu lá o acompanhou o tempo todo até seu estúdio, onde ele criou mais de trezentos desenhos, incluindo tintas, cores, linhas claras, retratos e paisagens. A diversidade dos estilos reflete a intensidade de suas emoções e a profusão que ele encontrou quando esteve em Cuba.

    Li Kunwu cresceu durante a era Mao, em uma China assolada pela Revolução Cultural. Um artista nato, Li desenhava o tempo todo, usando suas canetas e pincéis para esculpir seu próprio caminho e narrar sua jornada.

    Descubra a coleção de Livros de Viagem

    Categorias: Livros de Viagem, Ilustração

  • LIVRO DE VIAGEM LOUIS VUITTON “ROMA”

    Roma, pintada por Miles Hyman, é como uma mulher cheia de mistérios, vista em uma esquina, nas sombras de um terraço ou de uma varanda.

    Olhe para o outro lado por um instante e ela se foi. Assim como Roma. A cidade responde a esta abordagem, oferecendo sua beleza. Ela torna-se “enérgica e dinâmica, carregada de uma beleza fugaz, alegre – os elementos da poesia em sua vida cotidiana”.

    Os habitantes da cidade são mais importantes que seus monumentos. “Hoje”, diz Miles Hyman, “percebo que o Livro de Viagem de Roma poderia chamar-se Livro de Viagem dos Romanos. Eu realmente queria capturar a vida cotidiana dos habitantes desta cidade encantadora com honestidade e admiração – estou tentado a dizer ‘ternura’. Por que eu quis enfatizar o elemento humano da cidade? Porque, para mim, o mais importante nessa cidade é o contraste deslumbrante entre sua vida efêmera e o eterno.”

    Miles Hyman é um ilustrador de jornais e adapta romances – a maioria deles histórias de detetives. Ele também escreve romances gráficos. Seus desenhos passam a impressão de que ele poderia ter sido um escritor, com um estilo entre o de F. Scott Fitzgerald e Joseph Conrad, ou até mesmo um diretor de cinema. Isso pode ser visto nas linhas e na profundidade das cores.

    Descubra a coleção de Livros de Viagem

    Categorias: Livros de Viagem, Ilustração